Você está em:


  • Clique na imagem para ampliar Granfino promove casamento de colaboradores

    Se houvesse uma enquete dentro da nossa empresa para saber o que deixa os nossos colaboradores mais felizes, as respostas poderiam ser inúmeras, mas certamente estariam vinculadas ao bem estar e situação financeira.

    Levando em consideração que a parte econômica é o maior empecilho para que os casamentos aconteçam, a Granfino começou a promover o casamento de alguns colaboradores que desejam oficializar a união no cartório. Assim, a cada mês, um enlace será promovido à custa da empresa.

    Depois de quase vinte anos de companheirismo, desde o dia 17 de junho, o estado civil do colaborador André Luis da Cruz, do Beneficiamento, passou a ser “casado”. O matrimônio de André foi o primeiro a ser concretizado pela Granfino. “Já havíamos nos programado para casar, até porque já morávamos juntos há muito tempo e esse era um sonho nosso, mas que nunca foi realizado pelos inúmeros afazeres da vida. E já que tivemos esta oportunidade, resolvemos aproveitar e casar”, relata o colaborador motivado. 

    André, agora marido da Lucicreia da Cruz, disse que a conheceu quando tinha vinte e quatro anos e que dessa união nasceu a Alexandra, que completará 15 anos. “Acho muito bacana a empresa ter a iniciativa de custear o casamento do funcionário. Sou muito grato por ter o privilégio de receber esse presente”, diz André.

    A realização do matrimônio do colaborador Robson Marques, que trabalha no Setor da Moagem, aconteceu no dia 11 de julho. O noivo de Daniele Nobre, disse que tudo começou quando os dois se conheceram através de uma amiga em um bingo. Juntos há quinze anos, eles sempre pensaram em oficializar a união, mas no momento estavam “apertados” com a compra de um imóvel. “Já até havíamos nos programado para casar, mas quando tinha tempo, não tinha dinheiro. E vice e versa”, contou Robson agradecido. Agora deu certo. A empresa custeou o casamento civil dos pais de Maria Clara, de apenas 11 anos. 

     


A história da Granfino pode ser contada a partir de um pequeno armazém de secos e molhados, administrado de forma familiar pelos irmãos Alvarino, Waldir e Abel Coutinho. Embalados pela venda de fubá...