Você está em:

  • 06
    JAN

    Os tipos de farinha

    • Por Granfino
    • Categoria Receitas
    • Comentários 0


    Teoricamente todo grão pode ser transformado em farinha, através da moagem. Por isso, existem diferentes tipos de farinhas. Dentre as quais, a farinha de trigo é a mais conhecida e consumida. Isto se deve ao fato do trigo poder ser cultivado debaixo de condições climáticas amplamente variáveis e por sua aceitação quase universal como artigo básico da alimentação. 

    O que difere a farinha de trigo das outras é a presença de uma proteína chamada glúten. Quando em contato com água forma uma massa elástica que, ao assar se expande, aumentando em muito o seu volume. Farinhas feitas de trigos suave, que contêm menos de 12% desta proteína, são utilizadas para a fabricação de produtos macios como bolos e bolachas.

    Já as farinhas de trigo duro, que contêm mais de 12% de glúten são utilizadas para a obtenção de pães.Outra farinha muito conhecida é a de centeio, ela contém uma pequena quantia de glúten e pode ser utilizada para a produção de pães. Seu sabor diferenciado faz com que ela seja uma adição comum em produtos como ""snacks"" e torradas.

    A farinha de milho é usada na produção de pães de milho crocantes e broas. Esta farinha não apresenta o glúten, mas tem um sabor característico e uma coloração amarela agradável que são desejáveis em muitos produtos.

    Outros tipos de farinhas não muito difundidas são a de aveia e cevada. A primeira é a mais nutricionalmente completa de todas as farinhas. É possível também a fabricação de farinha de arroz, embora este não seja o principal meio de consumo deste cereal."



    Envie para um amigo Imprimir